RÁDIO CRISTÃ - 24 HORAS NO AR! - Pedidos de Oração e-mail: teinho@teinho.com, WhatsApp: (75)98194-7808
   
 

* MOISÉS, UM LÍDER EFICAZ

Textos: Hb. 11.27 – Ex. 3.1-10

Objetivo: Mostrar os caminhos para uma liderança eficaz a partir de exemplos bíblicos, com destaque, para a atuação de Moisés.

INTRODUÇÃO: Alguém já disse que, nos dias atuais, temos muitas pessoas para mandar, mas poucos com características reais de liderança. A igreja, enquanto instituição, tem sofrido as agruras dessa ausência de pessoas que sejam competentes para dirigir o povo de Deus. Estudaremos a respeito da liderança cristã, o exemplo de Moisés no trato com os liderados e as características fundamentais para a eficácia na condução do rebanho do Senhor.

1. LIDERANÇA: PLANO DE DEUS: A liderança é algo que sempre esteve no plano de Deus em relação ao seu povo. Existem evidências bíblicas que comprovam essa verdade. Os líderes, conforme vemos em Ef. 4.11-16 e Rm. 12.6-8, são dádivas do Senhor para a edificação do Seu corpo. Deus, ao longo da história de Israel, levantou vários líderes a fim de conduzir Seu povo. Destacamos, entre muitos: José (Gn. 37, 41, 43 e 45) para preservar a vida de sua família no Egito; Josué, na conquista da terra prometida por Deus, como também para instruir o povo de Israel (Js. 22); Davi, na expansão do reinado de Israel e nos preparativos para a construção do templo (I Cr. 22.12-15); Neemias, na sábia reconstrução das muralhas de Jerusalém (Ne. 1.2; 2); Éster, na aceitação de responsabilidades a serem desempenhadas para o bem do povo (Et. 4.16).

2. MOISÉS, UM LÍDER: Dentre os vários líderes levantados por Deus na narrativa bíblica, poucos foram tão influentes quanto Moisés. Seu nome significa “tirado” e sua história está registrada nos livros de Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. Era da tribo de Levi (Ex. 2.1), filho de Anrão e Joquebede (Nm. 26.59), durante a perseguição de faraó ele foi ocultado por seus pais enquanto puderam (Hb. 11.23). Finalmente, fora posto nas águas do Nilo e resgatado pela filha do faraó (Ex. 2.10). Durante alguns anos esteve no palácio e sendo educado nas ciências egípcias (At. 7.22), mas negou-se a ser chamado filho da filha de Faraó (Hb. 11.24). Em solidariedade a um escravo hebreu, mata um opressor egípcio (Ex. 2.12). Deus lhe aparece no meio de uma sarça ardente e o envia como líder para resgatar o povo de Israel que se encontra cativo no Egito (Ex. 3). A partir de algumas situações de liderança de Moisés, é possível extrair lições para todos aqueles que estão diante do povo de Deus: 1) recebeu a direção de Deus para que caminhasse adiante do povo (Ex. 17.5), revelando a necessidade do líder ter iniciativa e observar os direcionamentos de Deus; 2) por meio do conselho de Jetro, seu sogro, Moisés dividiu a responsabilidade com outros líderes (Ex. 18.13-26), mostrando que o líder precisa ouvir conselhos e evitar a centralização do trabalho; 3) apesar das falhas do povo, não se eximiu da tarefa de interceder por eles (Ex. 32.11-14), isso nos mostra que o líder deva ter compaixão pelo povo, interceder por eles, apesar de suas falhas.

3. EFICÁCIA NA LIDERANÇA: Uma liderança eficaz exige alguns procedimentos, dentre eles, destacamos: 1) empatia – o líder deva ser capaz de ver as coisas do ponto de vista dos outros (Lc. 6.31; Hb. 13.3; I Pe. 3.8; Gl. 6.2); 2) concretização dos alvos propostos – o líder deva ser capaz de estabelecer alvos e de esforçar-se até torna-los uma realidade (Fp. 3.14; Ef. 3.1,10,11; II Tm. 3.10); 3) competência – o líder é alguém possuidor das habilidades necessárias para a concretização de seus propósitos (Pv. 12.27; 22.29; 31.10-31; II Tm. 2.15; Tg. 2.14-16; II Pe. 1.5-10); 4) estabilidade emocional – o líder precisa ter controle de suas emoções diante de quaisquer situações (Sl. 27.17; Ef. 4.31; II Tm. 4.5; I Pe. 4.7); 5) participação em grupo – o líder precisa saber trabalhar em grupo (I co. 12; Ef. 4.16); 6) capacidade para partilhar a liderança – o líder trabalha sempre ao lado de outros líderes (Ef. 5.21; Fp. 4.1-3; Cl. 4.7-14; I Ts. 1.2-4); 7) consistente e digno de confiança – um líder deve ser consistente e outras pessoas podem depender dele (Lc. 9.62; I Co. 15.58; Gl. 5.1; Ef. 4.14).

CONCLUSÃO: A liderança sempre esteve nos planos de Deus, isso pode ser constatado nas várias narrativas e instruções bíblicas dadas a respeito. O exemplo de liderança de Moisés nos inspira a tirar algumas valiosas lições com líderes em nossas igrejas. Devemos ser sensíveis às nossas limitações, bem como as do povo que estamos liderando, sem, no entanto, abrir mão do projeto de Deus. Em todas as situações, a máxima da liderança eficaz é sempre o amor, tanto ao Senhor como às suas ovelhas, é a partir dele que os líderes são avaliados (Mt. 22.34-39; Jo. 21.15-17). PENSE NISSO!