RÁDIO CRISTÃ - 24 HORAS NO AR! - Pedidos de Oração e-mail: teinho@teinho.com, WhatsApp: (75)98194-7808
   
 

NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO


Textos: Mt. 3.16 – Jo. 1.19-33; Rm. 8.9-11,14,15.
E-mail:irmaoteinho@irmaoteinho.com
Msn:irmaoteinho@hotmail.com
Twitter: @cdkm

OBJETIVO: Identificar a pluralidade dos nomes e símbolos do Espírito Santo na Bíblia, ressaltando Sua obra e ministério da vida do crente.

INTRODUÇÃO: A Bíblia revela uma série de nomes e símbolos do Espírito Santo, cada um deles com um significado especial. No estudo desta semana, veremos os principais nomes e símbolos do Espírito Santo no Antigo e no Novo Testamento. No principio, explicaremos o papel dos nomes e símbolos na teologia bíblica, em seguida, passaremos a descrever os nomes e símbolos do Espírito Santo.

1. NOMES E SÍMBOLOS NA BÍBLIA: Na Bíblia, o nome atribuído às pessoas é mais do que uma mera convenção. A revelação de um nome tem significado referencial atributivo. Os nomes, no Antigo Testamento, apontavam para o caráter da pessoa, por isso, o nome do Senhor não poderia ser tomado em vão (Ex. 20.7). Os nomes de Deus, por conseguinte, destacam seus atributos: Gn. 16.13; 22.14; Ex. 15.26; Is. 11.10; Jr. 23.6. No Novo Testamento, Jesus se revelou para mostrar o nome de Deus (Jo. 17.26). O conhecimento dos nomes de Deus, revelados por Ele mesmo, é fundamental para que tenhamos uma melhor compreensão de quem Ele é: Pai, Filho e Espírito Santo. Um símbolo, por sua vez, é uma representação de uma pessoa ou objeto. É algo que significa ou representa outra coisa, podendo os dois ter alguma conexão inerente, ainda que não seja equivalente em sentido literal. O estudo criterioso dos nomes e símbolos da Bíblia, considerando os aspectos contextuais, e respeitando as regras da hermenêutica, pode auxiliar a compreensão da revelação divina. È preciso, porém, tomar as devidas precauções para que a simbologia bíblica não se transforme em interpretações meramente humanas a partir do texto divino.

2. NOMES DO ESPÍRITO SANTO NA BÍBLIA: O principal nome do Espírito Santo na Bíblia, conforme denominado por Jesus, é o de CONSOLADOR (Jo. 14.16). O Senhor prometeu que rogaria ao Pai e esse enviaria OUTRO paracleto – AJUDADOR - para que estivesse com os seus discípulos para sempre. Esse Espírito é SANTO e de SANTIDADE (Rm. 1.3,4), por essa razão é o SANTIFICADOR (Rm. 8), que, além de revelar o pecado, a justiça e o juízo (Jo. 16.8), também produz no crente o Seu fruto (Gl. 5.22). O Espírito Santo se manifesta como o Espírito de ADOÇÃO, pois através do sacrifício de Cristo, fomos feitos filhos de Deus, podendo chamá-lo de Aba, Pai (Rm. 8.15). O próprio Espírito testifica com o nosso espírito de que somos filhos de Deus (Rm. 8.16). Essa adoção se dá porque o ESPÍRITO DO SEU FILHO está em nós (Gl. 4.6). Em razão da Sua relação íntima com o Filho, Ele é também revelado como o Espírito de Cristo (I Pe. 1.10,11), e do Pai (Mt. 19.20). Esse mesmo Espírito é o Espírito da Vida, que livra o ser humano da lei do pecado e da morte (Rm. 8.2). Assim como Ele levantou Cristo dentre os mortos, trará também à vida os nossos corpos mortais (Rm. 8.11). Essa mensagem é fiel e verdadeira porque o Espírito que a revelou é o ESPÍRITO DA VERDADE que nos guia (Jo. 16.3).

3. SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO NA BÍBLIA: Existem vários símbolos bíblicos que aludem ao Espírito Santo. Em Mt. 2.16,17 o Espírito Santo veio sobre Jesus em forma corpórea como de uma pomba, símbolo da pureza divina, por isso essa ave era utilizada para sacrifícios (Lc. 2.24). A POMBA como símbolo do Espírito Santo revela Sua pureza, e, ao mesmo tempo, Sua atuação para nos purificar. Em Jo. 7.37-39, a ÁGUA é revelada por Jesus, a partir de Is. 44.3,4, como um símbolo do Espírito Santo. Não há como existir vida sem água, por isso, por meio dessa ÁGUA, somos regenerados em Cristo, nascidos do Espírito para ver o Reino de Deus (Jo. 3.3-8). O Espírito Santo é simbolizado em Zc. 4.2-6 como ÓLEO que em Mt. 25.1-4 tem a ver com a vigilância. É pelo Espírito que mantemos a lâmpada acesa até que Jesus retorne. O óleo do Espírito Santo gera luz em nós a fim de que iluminemos as trevas do mundo (Mt. 5.13,14). Em II Co. 1.20-22, o Espírito Santo é simbolizado como SELO e PENHOR. O sacrifício de Cristo na cruz do calvário nos garante a salvação, e a presença do Espírito Santo no crente. Ele oferece essa certeza na expectação pelo pleno cumprimento das promessas de Cristo (Jo. 14.1,2). O Selo do Espírito é a garantia de que pertencemos Àquele que nos comprou com o Seu sangue (Ef. 1.13; II Tm. 2.19). Em Lc. 3.16 o Espírito Santo é simbolizado como FOGO. Ele é FOGO CONSUMIDOR que manifesta a Sua presença (Ex. 3.2) que protege e lidera (Ex. 13.21) e que julga (Lv. 9.24) pelo Seu poder purificador (Is. 6.6,7). No dia de Pentecostes, por ocasião do derramamento do Espírito Santo, foram vistas línguas repartidas como de fogo (At. 2.1,2), ressaltando o Seu poder para o testemunho do evangelho de Cristo (At. 1.8). Outro símbolo do Espírito Santo é o VENTO. No mesmo texto alusivo ao dia de Pentecostes, Lucas registra que se ouviu um som como que de um vento veemente e impetuoso. Esse Espírito, que é a mesma palavra vento (Pneuma) em grego, é invisível, por isso, os adoradores de Deus O adoram em espírito (Jo. 4.24). Antes de partir Jesus soprou sobre os SEUS discípulos, a fim de que esses recebessem o Espírito (Jo. 20.22), ainda que essa não fosse a experiência do enchimento de poder, que viria a ocorrer posteriormente (Lc. 24.49)

CONCLUSÃO: Os nomes e símbolos do Espírito Santo nos revelam quem Ele é. Mas essas informações não devam apenas fazer parte do nosso conhecimento teológico. A revelação de QUEM o Espírito Santo é, através dos Seus nomes e símbolos, deva servir de motivação desenvolvermos uma experiência profunda com o CONSOLADOR, MESTRE E GUIA que nos direciona para a VERDADE e que nos PURIFICA. Assim é todo aquele que ouve quando o VENTO soprar. Ele sopra para onde quer, por isso, é preciso estar atento para a Sua voz. PENSE NISSO!

Deus é Fiel e Justo!